Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades.

Ao se inscrever na nossa Newsletter, você consente com o armazenamento dos seus dados pessoais por nós, para que possamos futuramente lhe encaminhar informações que possam ser do seu interesse. Seus dados não serão divididos com outras empresas.

Portaria nº 349, de 23/05/2018, do Ministério do Trabalho e Emprego

Pesquisa
Categorias
Palavras Chave
Compartilhe esta publicação

4 de junho de 2018

Por

Andrea Gardano Bucharles Giroldo

Exatamente um mês após a MP 808 perder a sua vigência, o Ministério do Trabalho e Emprego (“MTE”) editou a Portaria nº 349 (“Portaria”), visando estabelecer regras relacionadas à execução de alguns dispositivos da Lei nº 13.467/2017, conhecida como Reforma Trabalhista (“Reforma”). Dentre os pontos regulamentados pela norma, se encontram o trabalho autônomo e o trabalho intermitente.

Em que pese a questionável legalidade da Portaria do MTE, que nos parece extravasar o âmbito de simples regulação, esta buscou resgatar alguns dispositivos da MP 808 não considerados pelo legislador da Reforma.

No tocante ao contrato de trabalho intermitente, a Portaria estabelece requisitos contratuais de validade que, muito embora não estejam previstos na Reforma, recomendamos sejam observados para maior segurança jurídica.

Já no que diz respeito ao trabalho autônomo, a Portaria resgata condições que estavam expressamente previstas na MP 808 como, por exemplo, a nulidade do contrato quando constatada a subordinação jurídica e a possibilidade de não descaracterizar o trabalho autônomo quando há prestação de serviços a um único tomador.

A Reforma Trabalhista certamente ainda será objeto de muitos questionamentos, em especial no tocante ao trabalho intermitente que é objeto de arguição de inconstitucionalidade perante o Supremo Tribunal Federal. Nossa equipe está à disposição para atendê-los nestes e em outros assuntos relacionados à Reforma Trabalhista.

Andrea Gardano Bucharles Giroldo

[email protected]

tel.: (11) 3146-2421

Pesquisa
Categorias
Palavras Chave
Compartilhe esta publicação